sexta-feira, 2 de março de 2012

Quando Deus vem nos defender

image
Como é que vocês se atrevem a falar contra o meu servo Moisés? - Números 12.8
Acho interessante e comovente a forma como Deus saiu em defesa de Moisés. Ele estava sendo criticado, e Deus o defendeu! Creio que não há quem não sonhe com isso. Porém, apesar de que nesta vida sofrermos inúmeras críticas, não é sempre que vemos Deus agir da mesma forma. É claro que Deus não tem filhos preferidos e nem faz acepção de pessoas. A resposta, acredito, está na forma como nós agimos diante das críticas.

Moisés havia recebido do próprio Deus a ordenança que dizia que o povo de Israel não deveria se casar com mulheres de outras nações, porém, ele se casou com uma mulher etíope. Por isso seus irmãos o criticaram. Mas, não foi a crítica amigável e construtiva cara-a-cara. Pelas costas, eles falavam contra seu irmão e, sabe Deus a quantos eles envenenaram com suas críticas. Às vezes me pergunto se não faríamos a mesma coisa se estivéssemos ali. Em nosso meio, é comum ao surgir um “babado quente”, isso se torna o assunto do almoço de domingo, das redes sociais, do telefone. Poucos são os que se lembram de repreender o irmão com espírito de mansidão, ao mesmo tempo tomando cuidado para não cair no mesmo erro. Muito provavelmente chegou aos ouvidos de Moisés o que seus irmãos falavam dele. E o que Moisés fez? Nada. Tudo que a Bíblia diz é que Moisés era o homem mais manso (humilde) que havia na terra. Eis aí o segredo de sermos defendidos por Deus!
A humildade de Moisés se expressou no fato dele não se defender, pois, sabia que estava errado. A maioria seguiria pelo caminho do “ninguém tem nada a ver com a minha vida”. Ou então “eu errei, mas tem gente fazendo coisa pior”. Deus não pode defender quem vive se justificando.
O texto diz que, como castigo, Miriã ficou leprosa. Moisés pediu a Deus que ela fosse curada. Muitos fariam o contrário. Muitos seriam capazes de pedir que Deus derrame um castigo sobre quem fala deles. E, se por acaso os detratores ficassem gripados, haveriam aqueles que contariam o “testemunho” de como Deus “pesou a mão” sobre os adversários. Mas, quem é humilde não dá lugar a desejos de vingança.
Deus não veio para dizer que o erro de Moisés não era erro. Ele veio para mostrar que a atitude de Miriã e Arão era mais errada do que o casamento de Moisés. Deus observa não somente as falhas humanas, Ele está de olho em como agimos diante das falhas alheias. Deus não se agradou com a falha de Moisés, mas se agradou de como ele reagiu perante as consequências desta falha.
Mansidão e humildade. Estes são os elementos que fazem de Deus o nosso advogado.
Pr Edmilson

3 comentários

Postar um comentário

Faça o Pr Edmilson feliz: Deixe um comentário respeitoso, gentil, edificante e construtivo. Algo que enriqueça o que foi dito.
Agradeço o tempo que você gastou ao deixar algumas palavras aqui.



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br