quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Correndo Atrás do Vento

avareza1 

A vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui - Lc 12.15

Adquirir bens é algo que nos fascina! Quem não gosta de ter algo mais? Quem não gosta de poder comprar alguma coisa que nos traga mais conforto? Na verdade, isso é algo tão fascinante que algumas pessoas, quando estão deprimidas, vão às compras para se sentirem melhor.

Mas, se pararmos para ouvir esta advertência de Jesus e entendermos a que Jesus estava se referindo, iremos ver o consumismo de outra forma. Aqui Jesus não está nos proibindo de possuirmos alguma coisa. Ele só está nos chamando a atenção para não vivermos nossa vida exclusivamente para isso.

Jesus disse estas palavras quando alguém lhe fez um pedido. Um homem lhe pediu que repartisse sua herança com seu irmão, pois os dois provavelmente estavam numa briga por causa disso. Jesus mostrou o que estava por traz daquele pedido. Aquele homem estava fazendo aquele pedido, não por um senso de justiça, mas sim por causa de avareza e ganância. O amor ao dinheiro tem feito com que pessoas se matem umas às outras. A avareza e a ganância estavam sutilmente escondidas por traz do pedido daquele homem e ainda hoje estes pecados se escondem atrás de muitas disputas e corridas.

Jesus contou então a parábola que fala de um homem muito rico que passou sua vida correndo atrás de mais e mais. Seus projetos giravam em torno de si mesmo. Ele não conseguia ver a mão soberana de Deus em suas colheitas abundantes. Ele achava que iria viver para sempre. Mas, quando ele menos esperava, Deus veio até ele. Primeiramente, Deus o chamou de insensato. O homem que talvez era tido pelos outros como um exemplo de sucesso, na verdade era um tolo. Depois Deus lhe disse que seu tempo de vida havia se esgotado. Então Deus lhe perguntou para quem iria ficar tudo aquilo para o que ele havia vivido, pois estas coisas não iriam com ele para a eternidade. Jesus disse que aos olhos dos homens, aquele homem era rico, mas, aos olhos de Deus ele era pobre, pois nunca havia feito qualquer coisa que não fosse para ele mesmo e para esta vida. Quem vive assim é pobre.

Jesus mostrou o vazio de se viver uma vida focada na aquisição de bens materiais sem se importar com valores eternos. Ele disse que pessoas assim não estão vivendo de verdade. Pessoas assim não possuem bens, elas são possuídas por eles. Salomão experimentou isso e disse:

Também ajuntei para mim prata e ouro dos tesouros dos reis e das terras que governei. Homens e mulheres cantaram para me divertir, e tive todas as mulheres que um homem pode desejar. Sim! Fui grande. Fui mais rico do que todos os que viveram em Jerusalém antes de mim, e nunca me faltou sabedoria. Consegui tudo o que desejei. Não neguei a mim mesmo nenhum tipo de prazer. Eu me sentia feliz com o meu trabalho, e essa era a minha recompensa. Mas, quando pensei em todas as coisas que havia feito e no trabalho que tinha tido para conseguir fazê-las, compreendi que tudo aquilo era ilusão, não tinha nenhum proveito. Era como se eu estivesse correndo atrás do vento - Ec 2.8-11.

2 comentários

Postar um comentário

Faça o Pr Edmilson feliz: Deixe um comentário respeitoso, gentil, edificante e construtivo. Algo que enriqueça o que foi dito.
Agradeço o tempo que você gastou ao deixar algumas palavras aqui.



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br