terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O que acontece com a fé?





Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. – Mt 10.8

Jesus disse que sinais iriam acompanhar aqueles que crêem (Mc 16.17). E Ele disse alguns dos sinais que acompanhariam aqueles que crêem: expulsão de demônios, cura dos enfermos, o ressuscitar os mortos. Milagres são para os nossos dias sim! Mas, muitas vezes, o que vemos é que, quando um trabalho se inicia em locais onde o evangelho nunca foi pregado antes, a ocorrência de milagres é muito maior do que onde já se encontram cristãos de longa data. Por que acontece assim?

Bem, eu acredito que isso tem muito a ver com a simplicidade da fé dos que buscam. Onde existe uma fé simples, ela pode se resumir em: “Deus existe, é poderoso, nos atende se clamarmos a Ele com humildade e fé”. Enquanto essa fé estiver nos corações, milagres extraordinários acontecerão.

O problema começa quando se vai sofisticando esta fé. Sob o título de se estar amadurecendo, na verdade se começa a colocar poréns e interrogações onde a palavra de Deus traz afirmações.

Começa-se a substituir a comunhão com Deus por fórmulas. Começa-se a se acreditar que podemos conseguir milagres se tão somente dissermos as palavras certas.

Começa-se a se ter fé na fé, e não fé em Deus. Acreditar no poder da fé em si mesma produz curas psicológicas, mas não milagres.

Começa-se a se olhar para circunstâncias que somente Deus entende e deixa-se de se olhar para a palavra de Deus. “Eu conheço uma pessoa que creu de todo o coração, mas não foi curada. Logo, a coisa não é bem assim”; isso é o que diz a pessoa que está se deixando levar pelo que seus olhos vêm.

Acho que há momentos que precisamos nos desintoxicar dos conceitos e doutrinas que estão atrofiando nossa fé. A melhor maneira de fazer isso, é deixarmos de lado certas literaturas e ensinamentos e nos voltarmos para a palavra de Deus, principalmente o Novo testamento. Os evangelhos mostram o único Jesus que existe, que é o mesmo hoje e será eternamente.

Gosto da simplicidade da oração de Moisés quando sua irmã ficou leprosa: “Rogo-te que a cures” (Nm 12.13). Gosto da simplicidade do leproso que chegou até Jesus e disse: “Se quiseres, podes me curar” (Mt 8.2). Gosto da simplicidade da mulher que disse: “se eu tocar ao menos nas orlas de seu manto, eu serei curada” (Mc 5.28).

O tempo dos milagres não acabou. Jesus perguntou se quando Ele voltar encontrará fé na terra (Lc 18.8).

3 comentários

Postar um comentário

Faça o Pr Edmilson feliz: Deixe um comentário respeitoso, gentil, edificante e construtivo. Algo que enriqueça o que foi dito.
Agradeço o tempo que você gastou ao deixar algumas palavras aqui.



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br