sábado, 11 de abril de 2009

Lealdade não é disco voador

Eu só não fui entregue ao povo para ser morto porque Aicã, filho de Safã, me protegeu – Jr 26.24

Já falei por aqui do valor que tem uma pessoa que nos ama e nos seja leal. Uma vez ouvi alguém dizer que amigo é como disco voador que todo mundo fala sobre, mas é a coisa mais difícil se ver um de verdade. Não sei se é tão difícil assim se ver um amigo de verdade. Sei que um amigo verdadeiro não é coisa que se ache toda hora e sei também que a maior parte daqueles que chamamos de amigos na verdade não o são.

São nas circunstâncias da vida que os amigos verdadeiros e falsos se manifestam. Estava lendo a Bíblia agora a pouco e li este comovente relato de como algumas pessoas se colocaram ao lado do profeta Jeremias para livrá-lo da morte. As autoridades estavam a ponto de matarem ao profeta, quando Deus usou Aicã, filho de Safã, para lutar por ele. Isso ai! Lealdade é saber lutar pelo outro. É claro que lealdade não é passar a mão na cabeça do outro se ele estiver errado. Mas, quando pessoas se colocam contra alguém, se virmos que as pessoas estão erradas, permanecermos firmes em nossa visão e defender a quem for preciso. Eis algo difícil, se colocar contra a maioria quando estes estão crucificando alguém!

Um dia, via num programa o poder que a opinião da maioria exerce sobre a visão das pessoas. Um grupo de mais ou menos cinco pessoas se colocava em volta de uma mesa para alguns testes. Destes cinco, quatro estavam combinados para responder errado às perguntas que fossem feitas. Fazia-se perguntas cujas respostas eram as mais óbvias possíveis e os quatro respondiam errado. O quinto, que era quem na verdade estava sendo testado, somente na primeira pergunta respondeu corretamente contrariando os demais. A partir da segunda pergunta, ele não resistiu, começou a ir na onda e responder errado só para não contrariar a maioria. Ele estava sacrificando sua visão e sua inteligência para se adaptar à maioria. Acontece o mesmo quando um grupo se levanta contra alguém como fizeram com o profeta Jeremias. É preciso se ter lealdade e firmeza para ir contra a maioria, pois, muitas vezes a maioria está errada.

Jeremias estava pregando que o rei Nabucodonosor iria conquistar Jerusalém e que não adiantaria lutar contra ele. Isso parecia uma mensagem de derrota, mas era a palavra de Deus. Imagino o povo querendo esfolar Jeremias e dizendo palavras que pareciam coerentes. Para a maioria, Jeremias estava desanimando o povo. Para a maioria, Jeremias estava do lado do rei de Babilônia. Para a maioria, Jeremias não acreditava que Deus iria defender seu povo. Eles achavam que o melhor seria silenciar aquela voz pessimista. Porém, lá vem Aicã e outros homens de fibra para defender Jeremias. Paulo disse que ainda que tenhamos muitos inimigos, nunca nos faltará um amigo (2 Co 4.9). É claro que tem horas que parece que isso não é verdade, mas é. É claro que tem horas de decepção na qual vemos nossos “amigos” indo na cabeça de outros contra nós. Nessas horas dizemos que amigo verdadeiro é só Jesus. Mas, além de Jesus, Deus nos dá pessoas de fibra e de caráter como Aicã para lutar por nós.

Que Deus nos ajude a sempre acreditarmos que pessoas assim não são discos voadores.

1 comentário

Postar um comentário

Faça o Pr Edmilson feliz: Deixe um comentário respeitoso, gentil, edificante e construtivo. Algo que enriqueça o que foi dito.
Agradeço o tempo que você gastou ao deixar algumas palavras aqui.



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

BlogBlogs.Com.Br